Única obra do governo Bolsonaro

Única obra do governo BolsonaroGoiás:
Até o momento, a única obra do governo Bolsonaro é a nota de duzentos reais, que está para ser lançada, as demais apresentadas foram caronas que ele pegou de governos anteriores, o mesmo se diga do Governador “Calado”, só pegou carona nos governos anteriores e ainda os critica. Vale destacar que, quem votou nesses dois senhores só ganhou até agora uma nota de três reais.

Ao mando de quem?

Ao mando de quemBrasil:
Deu na Tribuna da internet (30/7) “Aras quer acabar com a Lava Jato! Que coisa feia! Esse Augusto Aras, até agora um ilustre desconhecido, surge no cenário nacional como um procurador-geral da República que tem a audácia de usar argumentos falsos para destruir o trabalho de quem combate o crime. Aras é apenas um áulico do poder, que sonha em ir para o Supremo, o que jamais acontecerá. Bolsonaro também não confia nele, porque trata-se de uma pessoa que não merece confiança. (C.N.) ”, (!!!) Sérgio Moro também caiu no conto do vigário aceitando convite para o ministério com a promessa de ser indicado para o STF e se lascou.

PSDB veta alianças com o DEM nas eleições de 2020 em Goiás

PSDB veta alianças com o DEM nas eleições de 2020 em GoiásGoiás:
Deu no Goiás 24Hs (29/7) A executiva do PSDB goiano aprovou por unanimidade veto a alianças com o DEM do governador Ronaldo Caiado nas eleições de 2020 em Goiás. “É uma resposta à maneira agressiva e desrespeitosa com o que o DEM vem tratando o PSDB e seu legado em Goiás”, disse o deputado Talles Barretos à coluna Giro, do Popular. (!!!) Tomou a decisão certa o PSDB.

Governo federal reconhece estado de calamidade em Goiás

Governo federal reconhece estado de calamidade em GoiásGoiás:
O governo federal publicou terça-feira (28/7) no Diário Oficial da União uma portaria que reconhece o estado de calamidade pública no estado de Goiás, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A portaria foi assinada pelo secretário nacional de Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves. Com a formalidade, ficam facilitadas medidas fiscais emergenciais envolvendo as administrações estadual e federal. Segundo dados do Ministério da Saúde, até as 19h de segunda-feira (27/7) Goiás registrava 57.985 casos confirmados de covid-19, com 1.400 mortes. No Brasil, são mais de 2,4 milhões de casos confirmados e 87.618 mortes (ABr). (!!!) Na realidade, a maioria o povo Brasileiro não está nem aí para a pandemia, sempre que tem oportunidade correm para os botecos encher a cara, fazer churrasco, e participar de aglomerações o que é inapropriado para o momento, talvez quando morrer dois milhões as pessoas passem a levar a sério, ou não.

Kajuru quer que ex-presidente do BB se explique

Kajuru quer que ex-presidente do BB se expliqueBrasil:
Deu em O Antagonista (27/07) “O senador Jorge Kajuru (Cidadania) apresentou um requerimento no Senado sugerindo um convite ao agora ex-presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes. “Queremos que o ex-presidente do Banco do Brasil explique, sobretudo, declarações que deu à imprensa ao falar sobre o pedido de demissão do cargo”, diz Kajuru o ofício, “Rubem Novaes declarou não ter se adaptado ‘à cultura de privilégios, compadrio e corrupção de Brasília’. Pela dimensão do Banco do Brasil, uma das maiores instituições financeiras da América do Sul, temos a obrigação de ouvir o senhor Rubem Novaes, para que ele detalhe o que viu de privilégios, compadrio e Corrupção nos dezoito meses em que esteve na presidência do banco oficial”, continua o senador. O requerimento de Kajuru ainda precisará ser apreciado pelos pares”. (!!!) Parece que o governo Bolsonaro não é muito diferente dos governos petistas.

Após cinco meses de pandemia, Brasil se aproxima dos 100 mil mortos

Após cinco meses de pandemia, Brasil se aproxima dos 100 mil mortosBrasil:
Deu no Correio Braziliense (26/7); “Há cinco meses, o Ministério da Saúde anunciava a primeira confirmação da covid-19 no Brasil. Um morador de São Paulo de 61 anos, recém-chegado da Itália. Na mesma época, o país recebia milhares de turistas e foliões lotavam as ruas dos grandes centros metropolitanos durante o carnaval. O vírus se espalhou e não foi embora. Chegou sem pedir licença, infectando mais de 2,3 milhões de pessoas e circula desenfreado, mantendo os níveis de novos casos em altos patamares. Provocou a morte de 86.449 brasileiros, 1.211 apenas nas últimas 24 horas, e, nos próximos 15 dias, promete ultrapassar a margem de 100 mil mortes”. (!!!) Se depender dos moradores, até o dia da eleição, estaremos atingindo a marca de um milhão de mortos.

A farra continua e aliados indicam parentes para cargos no governo Bolsonaro

A farra continua e aliados indicam parentes para cargos no governo BolsonaroBrasil:
Deu em O globo (24/7) “A indicação da filha de Braga Netto, ministro da Casa Civil, para uma vaga na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), frustrada após a divulgação, não seria algo inédito na gestão de Jair Bolsonaro. Em seu mandato, persiste a velha prática da nomeação de parentes de deputados, senadores e demais aliados em cargos do governo federal. Em maio deste ano, o filho do senador Elmano Férrer (PODE-PI), Leonardo Férrer, tornou-se ouvidor na Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba). Ele teve um voto contrário da representante dos trabalhadores da companhia, que disse que o cargo deveria ser de um servidor de carreira”. (!!!) Isso é uma vergonha!

De novo mal na fita

De novo mal na fitaGoiás:
Deu no Goiás 24Hs (23/7) “A Enel voltou a ser duramente criticada pelos consumidores de Goiás. A bronca agora é com aumento exagerado das contas de energia durante a pandemia. Há casos em que o reajuste passa de 100% sem o correspondente acréscimo do consumo. A distribuidora mudou os critérios de cobrança, agora feito por meio da auto leitura do relógio e da média dos valores das contas dos últimos 12 meses. Os usuários reclamam da falta de respostas dos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon”. (!!!) Parece que o Procon só se preocupa com as pequenas empresas que tentam sobreviver, um absurdo realmente.

“Goiás entra hoje no período mais crítico da pandemia”

Goiás entra hoje no período mais crítico da pandemiaGoiás:
Deu no Goiás 24Hs (22/7) “O governador Ronaldo Caiado (DEM) falou na quarta-feira, 22, durante inauguração de pavimentação das rodovias GO-487 e GO-595, que Goiás começa a viver hoje o período mais crítico da pandemia. “Dentro das projeções [este período] está previsto para ser do dia 22 até o final da primeira semana de agosto. Temos que diminuir cada vez mais as festas, eventos. Precisamos manter o isolamento e ter os cuidados necessários para conter a contaminação”, pediu o governador”. (!!!) Na realidade o governador pregou no deserto, a população em sua maioria não está nem aí para a pandemia como também está acreditando nas palavras de Bolsonaro quando diz que é só uma gripezinha.

3,8 mil empresas fecharam as portas na pandemia em Goiás

3,8 mil empresas fecharam as portas na pandemia em GoiásGoiás:
Deu no Goiás 24Hs (21/7) “Desde março de 2020, quando o governador Ronaldo Caiado (DEM) decretou isolamento social no estado em decorrência da pandemia de covid-19, 3.806 empresas fecharam em Goiás. Os dados são da Junta Comercial (Juceg). O mês de maio foi o que mais registrou os efeitos da crise econômica causada pelo novo coronavírus, quando foram fechadas 1.066 empresas. Esta é a amarga herança que o anarquizado governo Caiado está deixando para Goiás”. (!!!) Na verdade Goiás começou a ser penalizado, 24hs após o resultado das eleições de 2018, a começar pelos funcionários públicos e chegando até os empresários de todos os setores.

Moro tem pista livre para abraçar candidatura.

Moro tem pista livre para abraçar candidatura.Brasil:
Deu no blog O combate (19/7): “A construção da candidatura de Sergio Moro 2022 já está na praça. Será a estreia do lavajatismo na política partidária tendo uma candidatura própria. Moro tem dado entrevistas dizendo não pensar em candidatura, mas falando como um candidato à presidência. Há algumas semanas na Globo News, ele criticou os escândalos de corrupção do PT, acusou Bolsonaro de negar a pandemia e apostou na estratégia de dizer que Lula e Bolsonaro são dois lados de uma mesma moeda. A entrevista deixou claro que o ex-juiz tem uma estratégia eleitoral definida. Moro é tão candidato que elogiou outros possíveis candidatos como João Doria, Huck e Mandetta. “São políticos de centro-direita, né? Eu tenho mais afinidade com essa visão”, deixando claro em qual parte do espectro político vai disputar o eleitorado. Nesta mesma semana, ele também chegou a trocar afagos públicos com o partido Novo”. (!!!) Dar uma rasteira no Moro, não foi um bom negócio para Bolsonaro.

Podemos deve lançar José Nelto a governador e Moro a presidente

Podemos deve lançar José Nelto a governador e Moro a presidenteGoiás:
Deu no Goiás 24Hs (17/7): “O Podemos caminha para conquistar o passe do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro e lançá-lo candidato a presidente da República. A articulação com Moro é conduzida pelo senador Álvaro Dias e pelo deputado federal José Nelto, que tem trânsito junto ao ex-ministro da Justiça, de que era interlocutor no encaminhamento de matérias na Câmara, como o pacote anticrime, além de convidá-lo para o ato público do movimento “Direitos, já”. Moro, segundo se comenta nos bastidores, seria candidato à sucessão de Bolsonaro com o lançamento de postulantes do Podemos em todos os estados, incluindo Goiás. No estado, o candidato a governador seria o deputado José Nelto, presidente estadual do Podemos, que já estaria consultando as suas bases políticas sobre a hipótese de enfrentar Caiado nas urnas”. (!!!) A confusão vai começar, se confirmada essa informação.

O impeachment é só questão de tempo

O impeachment é só questão de tempoBrasil:
Deu na tribuna da internet (17/7) “Devido aos procedimentos incompatíveis com o decoro da função de presidente da República (tipo: “Eu sou a Constituição! ”), o presidente Jair Bolsonaro coleciona número recorde de pedidos de impeachment. Até o final de maio, 641 pessoas e organizações já haviam assinado solicitações de abertura de processo para impeachment. Entre os 45 pedidos apresentados, apenas um já foi arquivado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). De lá para cá, esse total aumentou bastante, mas ainda não foi divulgado. (!!!) Ao que parece, o céu é o limite, e só está faltando o Jota Silvestre.

Goiás tem recorde de óbitos em 24 horas e ultrapassa marca de 1.000 mortes

Goiás tem recorde de óbitos em 24 horas e ultrapassa marca de 1.000 mortesGoiás:
Deu no Goiás 24Hs (16/7); “O Estado ultrapassou as mil mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas. Foram registrados 1.018 óbitos no total, 91 desde o último boletim. A letalidade chega em 2.52% em Goiás. Outras 50 mortes estão sob investigação. A plataforma da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), que dispõe dos dados epidemiológicos da Covid-19 em Goiás, mostra que já são 1.155 casos a mais desde o último boletim, o Estado já totaliza 40.227 confirmações da doença. Ainda, 96.508 casos suspeitos. No portal que está disponível para toda população também informa que dentre os contaminados no Estado, 20.248 (50,3%) são do sexo masculino e 19.979 (49,7%) são mulheres. Dentre os óbitos, homens totalizam 57,4%, concentrando a maioria das vítimas”. (!!!) Na realidade é perda de tempo notícias dessa natureza, a maioria da população não está nem aí, basta ver as filas se formando nas portas dos botecos e as pessoas na rua se recusando a usar proteção, força convide-19!

Sem chance de dar certo

Sem chance de dar certoBrasil:
Deu em O diário do poder (15/07): “Além do projeto do Senado de suposto “combate” fake news, há mais de 50 projetos de lei que tramitam na Câmara dos Deputados que tratam do mesmo assunto. Todos flertando com limites à liberdade de expressão”. (!!!) Não são todos, mas alguns merecem a lei da mordaça.